Pular para o conteúdo principal

BATISMO COM FOGO!?

Você Pergunta: O que é o batismo com fogo citado em Mateus 3:11? Alguns afirmam que seria o batismo com o Espírito Santo seguido do falar em línguas. Eu fico um pouco confuso com relação a isso, pois eu mesmo sou crente fiel a Deus, mas nunca falei em línguas. Será que existe algum problema comigo? Todo crente deverá ser batizado com fogo ou só alguns que serão? O que é ser batizado com o Espírito Santo e com fogo?

Caro leitor, vamos fazer uma análise correta do texto citado por você, bem como de todo o contexto. Dessa forma conseguiremos esclarecer facilmente o significado dessa expressão usada por João Batista. O texto que você citou é este: “Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Mateus 3:11)Vamos começar a nossa análise:

O que é ser batizado com fogo?

A primeira pergunta que temos de responder é a seguinte: para quem João Batista dirigiu essa palavra? Observando o contexto, vemos que muitos iam até João Batista e, arrependidos de seus pecados, eram batizados por ele com água (Mateus 3:5-7). Mas entre estes, alguns iam até João com outros propósitos; estes são identificados como os fariseus e saduceus (Mateus 3:7). Foi diretamente a eles que João disse essa palavra, que começa no verso 7: “Vendo ele, porém, que muitos fariseus e saduceus vinham ao batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos induziu a fugir da ira vindoura?”

João questiona veementemente a falsidade e hipocrisia do arrependimento dos fariseus e saduceus (Mateus 3:8-9). Eles estavam ali com outros objetivos, não com o de se arrependerem dos seus pecados e viver uma nova vida. Nesse contexto João diz algo interessante a eles que nos ajudará a compreender o que significa batismo com fogo: “Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo” (Mateus 3:10)O fogo citado aqui, claramente aponta para o julgamento de Deus e a justa condenação dos ímpios.

Dentro desse contexto João continua sua fala aos fariseus e saduceus e, claro, para aqueles que deveriam estar ali ouvindo toda essa conversa, explicando a eles da vinda do Messias, que seria maior do que ele (Mateus 3:11). Esse Messias estaria apto a oferecer dois batismos, sendo: o batismo com o Espirito Santo: é o batismo do arrependimento, a morte para a velha vida, a purificação dos pecados, a nova vida, etc. E o batismo com fogo: Esse é o batismo no qual os perversos serão batizados, conforme o próprio João explica na sequência: “A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível” (Mateus 3:12).

Esse trigo que será recolhido no celeiro são os salvos, os batizados com o Espírito Santo, os selados pelo Espírito Santo da promessa (Efésios 1:13). Já a palha que será jogada em fogo inextinguível são os ímpios, batizados com o fogo do juízo de Deus. Como vimos, todo o contexto usa o fogo como símbolo do juízo de Deus sobre os perversos.

Sabemos que nas Escrituras Sagradas o fogo é usado com diversos significados. Por exemplo, como símbolo de purificação, da provação, do juízo, etc. Para que o sentido da palavra fogo seja corretamente atribuído a um texto é importante avaliar cada contexto para não cometer erros. Como vimos claramente nesse texto que analisamos neste estudo, o batismo com fogo é claramente identificado como o batismo que Deus aplica nos ímpios, um batismo de condenação justa.

Assim, caro leitor, o crente verdadeiro não deve ser batizado com esse fogo citado nesse texto, pois se o for, nem mesmo poderá mais ser chamado de crente, pois, na verdade, nunca o foi. Antes, se for batizado com esse fogo citado por João Batista, será um batismo de condenação.

Por esse motivo aconselho que a cada ministração que ouvir, anote os texto base, crie o habito de tudo que ouvir se realmente confirma na palavra. Infelizmente tem muitos crentes que estão pedindo batismo com fogo e nem sabem ao certo o que estão pedindo.

(2 Timóteo 3:16) diz -Toda Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Por isso temos a melhor arma contra heresias e ensinamentos desfocados da palavra e focado para interesses próprios.

Seja abençoado por essa palavra.

Deus te abençoe.

Pr. Fernando.
Web Rádio Palavra Viva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EU QUERO DE VOLTA O QUE É MEU!!??

Temos visto em várias denominações campanhas com o título "tempo de restituição", colocam como música da campanha aquela bem conhecida "restitui eu quero de volta o que é meu" e para fechar com chave de ouro usam o texto de Jó 40:10 levando as pessoas a entender de uma forma totalmente equivocada o texto e contexto. Cheguei a ouvir de uma pessoa um dia que devemos orar por nosso amigos que assim Deus nos "restitui", apenas esquecem o que é dito no primeiro capítulo do mesmo livro (havia um homem na terra de Uz, cujo o nome era Jó, e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal). A enfase da postagem não é essa, mas dentro dessa abertura conseguimos entender onde chegaremos.
Eu quero de volta o que é meu, mas o que é ou era nosso de fato???

Temos pregado em nossos púlpitos que nada é nosso, tudo é dEle, que nossa casa não é nossa, mas dEle, que nossos filhos não são nossos, mas dEle, falamos também que nosso carro não é nosso, mas dEl…