Pular para o conteúdo principal

Existem apóstolos nos dias de hoje?

Nunca se viu tantos apóstolos como neste início de século. Em cada canto, esquina e cidade encontramos alguém reivindicando o direito de ser chamado apóstolo.

Entendendo o movimento de restauração e o movimento apostólico:

O chamado movimento de restauração defende a tese de que Deus está restaurando a igreja. Para estes, após a morte dos primeiros apóstolos, a igreja de Cristo paulatinamente experimentou um processo de declínio espiritual culminando com a apostasia vivenciada pelos seus adeptos no período da idade média.
Com o advento da Reforma Protestante, os defensores desta teologia afirmam que Deus começou a restaurar a saúde da igreja. Segundo estes, Lutero foi responsável pela redescoberta da salvação pela graça, e agora no século XXI, estamos vivendo a restauração do ministério apostólico. Os teólogos desta linha de pensamento afirmam que a restauração dos apóstolos é uma das últimas coisas a serem feitas pelo Senhor, antes de sua vinda. Para os adeptos desta linha de pensamento, os apóstolos de hoje possuem, em alguns casos, maior autoridade do que os apóstolos do primeiro século, até porque, para os defensores desta corrente teológica a glória da segunda casa será maior do que a primeira.
Para estes o ministério apostólico não acabou. Na verdade, tais teólogos advogam que o ministério apostólico é perpétuo e que o livro de Atos ainda continua a ser escrito por santos homens de Deus, os quais, mediante a sua autoridade apostólica, agem em nome do Senhor.
Este movimento tem suas semelhanças com o surgimento dos mórmons e a Igreja dos Santos dos Últimos Dias, que ensina que o corpo de escritos inspirados por Deus não se fechou e que Deus tem muita coisa nova para dizer e para revelar aos seus santos através de seus apóstolos.
Infelizmente, assim como os mórmons, os adeptos do movimento apostólico consideram a Bíblia uma fonte importante, mas não única para a fé. Para os apóstolos deste tempo, Deus, através de seus profetas, pode revelar coisas novas, ainda que isso se contraponha a sua Palavra. Basta olharmos para as doutrinas hodiernas que chegaremos à conclusão que os apóstolos do século XXI, acreditam que suas revelações são absolutamente diretivas, normativas e inquestionáveis.

Segundo a bíblia quais deveriam ser as credenciais de um apóstolo?

1. O apóstolo teria de ser testemunha do Senhor ressurreto. Em Atos vemos os apóstolos reunidos no cenáculo, conversando sobre quem substituiria Judas. Em Atos 1.21-22 lemos: É necessário pois, que, dos homens que nos acompanham todo o tempo que o Senhor Jesus andou entre nós, começando no batismo de João, até ao dia em que dentre vós foi levado às alturas, um destes se torne testemunha conosco da sua ressurreição”. Paulo diz que viu Jesus ressurreto: Não sou, porventura livre? Não sou apóstolo? Não vi a Jesus, Nosso Senhor?(1Co 9.1)
2. O apóstolo tinha de ter um chamado especial da parte de Cristo para exercer este ministério. As Escrituras são absolutamente claras em nos mostrar que os apóstolos, incluindo Paulo, foram chamados por Cristo (Mt 10.2-4; Gl 1.11-24).
3. O apóstolo era alguém a quem foi dada autoridade para operar milagres. Isso fica bem claro em 2Coríntios 12.12: Pois as credenciais do meu apostolado foram manifestadas no meio de vós com toda a persistência, por sinais prodígios e poderes miraculosos”. Era como se ele dissesse:Como vocês podem questionar meu ofício de apóstolo, se as minhas credenciais foram apresentadas claramente entre vós”. Sinais, milagres e prodígios maravilhosos.
4. O apóstolo tinha autoridade para ensinar e definir a doutrina firmando as pessoas na verdade.
5. Os apóstolos tiveram autoridade para estabelecer a ordem nas igrejas. Nomeavam os presbíteros, decidiam questões disciplinares e questões doutrinárias, e falavam com autoridade do próprio Jesus.
Será que diante destas questões os “apóstolos” da modernidade podem de fato reivindicar o título de apóstolo de Cristo? Por acaso, algum deles viu o Senhor ressurreto? Foram eles comissionados por Cristo a exercerem o ministério apostólico? Quantos dos apóstolos brasileiros ressuscitaram mortos? E suas doutrinas? Possuem elas autoridade para se contraporem aos ensinamentos bíblicos?
Pois é, infelizmente os “apóstolos” do nosso tempo não possuem respostas a estas perguntas.
O posicionamento da ortodoxia evangélica entende que o ministério apostólico cessou com a morte dos apóstolos no primeiro século. Sem a menor sombra de dúvidas, considero a utilização do título “apóstolo” por parte dos pastores como uma apropriação indevida de um ministério, o qual não existe mais nos moldes que vemos no Novo Testamento.
Estudando as Escrituras fica claro que tudo que o Senhor Jesus nos alertou, acerca dessas coisas. Doutrinas, "ungidos" e outras coisas mais.
Estejam atentos, que tudo passe pelo crivo da palavra de Deus.

Deus abençoe.
Pr. Fernando Machado. (Web Rádio Palavra Viva).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EU QUERO DE VOLTA O QUE É MEU!!??

Temos visto em várias denominações campanhas com o título "tempo de restituição", colocam como música da campanha aquela bem conhecida "restitui eu quero de volta o que é meu" e para fechar com chave de ouro usam o texto de Jó 40:10 levando as pessoas a entender de uma forma totalmente equivocada o texto e contexto. Cheguei a ouvir de uma pessoa um dia que devemos orar por nosso amigos que assim Deus nos "restitui", apenas esquecem o que é dito no primeiro capítulo do mesmo livro (havia um homem na terra de Uz, cujo o nome era Jó, e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal). A enfase da postagem não é essa, mas dentro dessa abertura conseguimos entender onde chegaremos.
Eu quero de volta o que é meu, mas o que é ou era nosso de fato???

Temos pregado em nossos púlpitos que nada é nosso, tudo é dEle, que nossa casa não é nossa, mas dEle, que nossos filhos não são nossos, mas dEle, falamos também que nosso carro não é nosso, mas dEl…

BATISMO COM FOGO!?

Você Pergunta: O que é o batismo com fogo citado em Mateus 3:11? Alguns afirmam que seria o batismo com o Espírito Santo seguido do falar em línguas. Eu fico um pouco confuso com relação a isso, pois eu mesmo sou crente fiel a Deus, mas nunca falei em línguas. Será que existe algum problema comigo? Todo crente deverá ser batizado com fogo ou só alguns que serão? O que é ser batizado com o Espírito Santo e com fogo?
Caro leitor, vamos fazer uma análise correta do texto citado por você, bem como de todo o contexto. Dessa forma conseguiremos esclarecer facilmente o significado dessa expressão usada por João Batista. O texto que você citou é este: “Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Mateus 3:11). Vamos começar a nossa análise:
O que é ser batizado com fogo?
A primeira pergunta que temos de responder é a seguinte: para quem João Batis…

"O SENHOR É O MEU PASTOR, NADA ME FALTARÁ"

“O Senhor é o meu Pastor; nada me faltará.” (Salmos 23:1)
Provavelmente esse é o texto mais conhecido da Bíblia e, concorre acirradamente com os também Salmos 70 e 91, como os favoritos à ficarem abertos sobre as cabeceiras de nossas camas. Isso não é por acaso, afinal se o Senhor for o meu Pastor nada irá me faltar. Isso é infalível, e não sou eu quem garanto, e sim a Bíblia, mas, parece que nem sempre as coisas acontecem dessa maneira, e então logo vem a pergunta: O que aconteceu? A Bíblia errou?
A verdade é que ao longo do tempo agente costuma a adaptar as coisas da forma que mais nos convém, e esse versículo é um destes muitos casos. Vivemos uma época em que o poder de Deus é vendido à preço de atacado.
Comercializar Jesus se tornou uma atividade muito lucrativa, afirmo com todo conhecimento que as técnicas utilizadas na captação de novos “clientes” (ou fiéis, como preferir) e os processos que compõe as estratégias de relacionamento com estes “consumidores” são dignas de compor o …